20.5 C
Brasília
terça-feira, 05/03/2024
- Patrocinado -
InícioDistrito FederalAmbulante leva “mata-leão” de seguranças do Metrô-DF: “Vocês vão me matar”

Ambulante leva “mata-leão” de seguranças do Metrô-DF: “Vocês vão me matar”

Um homem de 24 anos foi preso na terça-feira (9/5) após ser abordado por seguranças do Metrô-DF que o flagraram vendendo bombons e trufas dentro de um dos vagões. A equipe imobilizou o ambulante com um “mata-leão”, enquanto ele gritava por socorro.

Testemunhas filmaram o momento da abordagem, e o vídeo foi publicado incialmente pelo perfil São Sebastião Notícias. O jovem é imobilizado contra a parede e, em seguida, derrubado no chão com um golpe no pescoço. O vendedor chegou a gritar para os seguranças: “Socorro! Vocês vão me matar!”.

À polícia os seguranças explicaram que foram acionados via rádio para atender a uma suspeita de comércio irregular dentro do metrô. O vendedor foi abordado na Estação Praça do Relógio, mas se recusou a abrir a mochila.

De acordo com a equipe, o ambulante ficou “bastante alterado” e passou a xingar os agentes de segurança, sendo necessária a “utilização de força moderada para contê-lo”. O jovem foi levado para a 12ª Delegacia de Polícia.

Na delegacia, o vendedor confirmou que comercializa bombons e trufas no interior dos trens do metrô, mesmo sabendo que é uma prática proibida, e que já teve mercadorias apreendidas. Ele negou ter feito ameaças aos agentes.

O jovem deve responder por ameaça, desobediência e desacato. Ele assinou um termo circunstanciado e foi liberado.

Em nota, o Metrô afirma que todos os agentes de segurança “são treinados para atuar com técnicas de defesa e imobilização para proteção própria e de terceiros”, e que, na ocasião, eles tiveram de usar “força escalonada” para conter o ambulante.

A companhia acrescenta que, “em casos de resistência, naturalmente o envolvido tende a forçar para sair da imobilização. Por isso, a utilização de técnicas para evitar desdobramentos, pois houve ameaça”.

Nota do Metrô

A Companhia do Metropolitano do Distrito Federal informa que, por volta das 17h30, houve uma solicitação ao Corpo de Segurança Operacional por meio de denúncia para verificação de prática de comércio irregular no interior do trem. Após identificação, o Corpo de Segurança solicitou que o envolvido se retirasse do trem para concluir a ocorrência e fazer o registro do comércio irregular. Em seguida, foi solicitado que mostrasse a mochila. Ele se recusou, ofereceu resistência, desacatou e ameaçou os empregados, sendo necessário o uso de força escalonada para sua imobilização. O envolvido foi encaminhado para a 12ª Delegacia de Polícia para registro do flagrante.

O CSO trabalha primordialmente com orientação, e o recurso de imobilização é o último a ser usado.

Importante salientar que, em casos de resistência, naturalmente o envolvido tende a forçar para sair da imobilização. Por isso, a utilização de técnicas para evitar desdobramentos, pois houve ameaça. Todos os empregados do Corpo de Segurança Operacional são treinados para atuar com técnicas de defesa e imobilização para proteção própria e de terceiros, utilizando o gradiente de força para vencer a resistência do envolvido para posterior encaminhamento e providências da autoridade competente.˜

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!

Últimas Notícias