16.9 C
Brasília
sexta-feira, 12/07/2024
- Patrocinado -bar do GG
InícioDestaquesApós ameaça de massacre, pais cobram segurança em escola de Samambaia: “Ambiente...

Após ameaça de massacre, pais cobram segurança em escola de Samambaia: “Ambiente pesado”

Após a descoberta de ameaça de um massacre no Centro de Ensino Fundamental (CEF) nº 504 de Samambaia Sul, um grupo de 10 pais registrou boletim de ocorrência e se mobiliza para cobrar mais policiamento e segurança no colégio. O ataque estava marcado para ocorrer nessa segunda-feira (3/4).

Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) visitou a escola na data, mas, na manhã desta terça-feira (4/4), não havia mais equipes da corporação no colégio, segundo parentes de estudantes relataram ao Metrópoles. As famílias relatam que o sentimento predominante é de “medo” e de que o ambiente continua “inseguro”.

“O clima lá [na escola] é muito tenso, muito pesado. Tem muita confusão e briga na porta de entrada. Então, não tem como confiarmos que as crianças vão para a escola e que nada vai acontecer. É muito inseguro”, disse a mãe de uma estudante do 9º ano, que pediu para não ter o nome divulgado.

A ameaça de um massacre na escola foi descoberta no domingo (2/4). Em postagem nas mídias sociais, um jovem publicou um aviso, com mensagem para que os alunos “orassem muito”, pois haveria um ataque no CEF 504 no dia seguinte.

A ameaça de um massacre na escola foi descoberta no domingo (2/4). Em postagem nas mídias sociais, um jovem publicou um aviso, com mensagem para que os alunos “orassem muito”, pois haveria um ataque no CEF 504 no dia seguinte.

Com a presença da PMDF na escola, as aulas ocorreram normalmente, sem intercorrências. Contudo, os parentes dos estudantes continuam com medo, pelo clima “pesado” que se propagou no ambiente. Por isso, um grupo de pais e mães registrou boletim de ocorrência na 32ª Delegacia de Polícia (Samambaia), por crime de ameaça.

“[Com o registro,] a intenção é de ganharmos forças para que exista, permanentemente, um policial do batalhão escolar durante todo o período de aulas. Levei meu filho hoje [terça-feira] cedo para a escola e não vi carros da polícia lá na frente”, comentou outro parente de estudante, que também não quis se identificar.

Fonte Metrópoles

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!

Últimas Notícias