20.5 C
Brasília
terça-feira, 05/03/2024
- Patrocinado -
InícioDestaquesGDF negocia construção de Santa Casa de Misericórdia em Samambaia

GDF negocia construção de Santa Casa de Misericórdia em Samambaia

O Governo do Distrito Federal (GDF) deu um importante passo para ter a primeira unidade da Santa Casa de Misericórdia em Samambaia. O governo negocia uma forma para ceder uma área à entidade.

O avanço nas negociações ocorreu na tarde desta quinta-feira (3) durante reunião do governador Ibaneis Rocha e da vice-governadora Celina Leão com o coordenador da Frente Parlamentar das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos, o deputado federal Antônio Brito; o presidente da Confederação das Santas Casas de Misericórdia, Hospitais e Entidades Filantrópicas (CMB), Mirócles Véras; o ex-governador, empresário e presidente do PSD-DF, Paulo Octávio; e o secretário de Governo, José Humberto Pires de Araújo.

No encontro, o chefe do Executivo mostrou-se disposto a tirar o DF da condição de única unidade da federação sem uma sede da Santa Casa. “É importante para o DF ter uma sede da Santa Casa como braço de apoio ao Sistema Único de Saúde. Eles fazem um belíssimo trabalho de filantropia e atendimento aos mais necessitados e vamos dar todas as condições para que a construção avance o mais rápido possível”, disse Ibaneis Rocha.

Presentes no Brasil desde o século XVI, as Santas Casas são responsáveis por sustentar enfermos e inválidos e dão assistência a recém-nascidos abandonados na instituição.

Segundo a CMB, dos 7,3 mil hospitais do país, 1,8 mil são Santas Casas e hospitais filantrópicos, responsáveis por mais da metade da demanda de média e alta complexidade do SUS. Ainda de acordo com a confederação, em 830 municípios brasileiros, as Santas Casas e hospitais filantrópicos são o único equipamento de saúde para atendimento.

“Avançamos muito não só sobre o terreno, mas também a posição do governador de que a Santa Casa de Brasília já é uma realidade. A partir de agora, o GDF fará as tratativas com a CMB. Não haverá recursos públicos. Teremos um ambulatório, depois hospital e depois a articulação com o GDF na área de saúde”, detalhou o deputado Antônio Brito.

Já o presidente da CMB, Mirócles Veras, pontuou que a unidade será uma grande aliada para complementar nas áreas onde a rede tem mais demandas e necessita de reforço.

Fonte Jornal de Brasília

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!

Últimas Notícias