23.5 C
Brasília
quarta-feira, 21/02/2024
- Patrocinado -
InícioDistrito FederalHomem agride mulher com socos e puxões de cabelo em posto na...

Homem agride mulher com socos e puxões de cabelo em posto na Ceilândia

Um homem de 27 anos, identificado como Tálisson Ferreira Belo, foi preso, na madrugada de segunda-feira (3/4), após agredir a ex-companheira em um posto de gasolina em Ceilândia, no Distrito Federal.


Câmeras de segurança flagraram toda a ação do suspeito, que começou por volta das 2h50. Nas imagens é possível ver a vítima tentado fugir do criminoso enquanto uma segunda mulher se coloca no meio dos dois, na intenção de impedi-lo de prosseguir com a violência. Tálisson, então, passa a atacar as duas e, em determinado momento, puxa a esposa pelos cabelos e passa a desferir socos contra o rosto dela.

Nas gravações é possível ver, ainda, o suspeito se aproximando de um frentista e o intimidando. Todo o crime foi testemunhado por trabalhadores da região e por clientes do posto, que detiveram o agressor e acionaram a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF).

À PCDF a vítima relatou que está separada do marido, porém, os dois mantém contato por conta dos filhos que têm. Na data do ocorrido, os envolvidos, as crianças e uma amiga da mulher saíram para lanchar. No caminho, pararam no posto para abastecer o veículo. Contudo, após desligar o carro, ele não voltou a pegar.

Conforme o relato, a vítima teria dito que o automóvel não tinha “mais jeito” e que “não prestava”. Irritado, o agressor passou a xingar a ex-esposa de “vagabunda”, “piranha”, “desgraçada” e a agredi-la.

Segundo testemunhas, o homem teria batido a cabeça da vítima contra uma parede e, inclusive, mordido o nariz dela. A amiga da jovem tentou impedir as agressões, sem sucesso.

Nem mesmo a presença da polícia foi suficiente para conter o criminoso, que ameaçou matar a ex-companheira depois de deixar a cadeia. Inclusive, após receber ordem de prisão, o suspeito se “jogou contra as grades da carceragem”, “bateu a cabeça na parede” e disse” que “iria se matar”.

Solto na audiência de custódia

Nesta terça-feira (4/4), Tálisson Ferreira Belo passou por audiência de custódia, onde recebeu liberdade provisória. O juiz Guilherme Marra Toledo afirmou, na sentença, que o caso não tem “exacerbada gravidade”. “Não há nos autos elementos que demonstrem exacerbada gravidade da conduta a ponto de justificar a manutenção da segregação cautelar do autuado. Assim sendo, a regra, que é a liberdade, deve prevalecera”, declarou o magistrado.

“Entretanto, o caso é, sim, de fixação de medidas cautelares diversas da prisão. Além de deferimento das medidas protetivas requeridas, de modo a garantir a vinculação do autuado a eventual futura ação penal, bem como garantir as integridades física e psíquica da requerente neste momento em que, pelo que parece, o relacionamento entre os dois encontra-se com certa animosidade”, finalizou.

Metrópoles apurou que Tálisson acumula diversas passagens por roubo e por aliciação de menor. Ele chegou a ser processado pelos crimes e estava em liberdade provisória.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!

Últimas Notícias