21.5 C
Brasília
sexta-feira, 01/03/2024
- Patrocinado -
InícioSamambaiaHomem cego é impedido de registrar filha em cartório de Samambaia

Homem cego é impedido de registrar filha em cartório de Samambaia

Um homem cego denunciou ter sido impedido de registrar o nascimento de sua filha em um cartório do Distrito Federal. Reginaldo Cardoso do Nascimento relatou que o atendente do cartório do 6º Ofício de Registro de Civil, localizado no Hospital Regional de Samambaia, exigiu que outra pessoa assinasse o documento em seu lugar. Após a repercussão do caso no telejornal DF2, o cartório entrou em contato com Reginaldo e informou que enviaria uma equipe para entregar a certidão de nascimento em sua residência.

Reginaldo perdeu a visão aos um ano e oito meses de idade devido a um sarampo. Ele enfrentou preconceito ao longo de sua vida, mas nunca imaginou que isso aconteceria em um momento tão importante. De acordo com a lei, pessoas com deficiência têm capacidade legal para realizar atos civis, incluindo a assinatura de documentos e registros. No caso da certidão de nascimento, não há impedimento para o registro apenas pelo fato do pai ser cego.

Segundo o presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência da OAB-DF, o cartório deveria fornecer os meios necessários para que o pai pudesse fazer o registro, como documentos em braile. Ele ressalta que as pessoas com deficiência não são incapazes e que é dever do estado promover a acessibilidade e a inclusão. Infelizmente, a sociedade ainda precisa desenvolver mais empatia em relação às pessoas com deficiência.

Glauber Erick
Glauber Erickhttps://glaubererick.com.br
Comunicação e Marketing, Jornalista, Assessoria de Imprensa e Produção Audiovisual.
NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!

Últimas Notícias