26.5 C
Brasília
quarta-feira, 22/05/2024
- Patrocinado -bar do GG
InícioDestaquesMulher feita de refém em Samambaia é moradora do Santo Antônio do...

Mulher feita de refém em Samambaia é moradora do Santo Antônio do Descoberto

Edna Sena de Paiva, 59, moradora de Santo Antônio do Descoberto, foi feita refém dentro do ônibus que fazia o trajeto Samambaia/ Taguatinga, da linha 0.054. Isso aconteceu quando um homem armado com uma faca entrou no coletivo e anunciou o assalto, no início da noite deste sábado (9/9).

O crime ocorreu nas proximidades do hospital regional, na QR 416. Uma equipe do Batalhão de Operações da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) atuou para negociar a rendição do homem que ameaçava a vítima com uma faca.

Gilliard Costa Silva, 21, morador de Samambaia entrou no coletivo e anunciou o assalto. Ameaçando o motorista com a arma branca, quando um dos passageiros tentou desarmar o criminoso e foi ferido na mão esquerda. Os passageiros começaram a quebrar os vidros das janelas do ônibus e o motorista parou.

Uma equipe do Bope negociou a rendição do homem por cerca de 2h30. A mulher foi liberada e encaminhada para Unidade Básica de Saúde (UPA) do Riacho Fundo II. Consciente e orientada, ela foi medicada porque ficou muito nervosa durante o sequestro, mas não foi ferida durante a ação do criminoso.

O Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) atendeu e auxiliou a Polícia Militar durante a operação. Duas viaturas participaram da ocorrência.

Policiais Militares do 11° Batalhão, sob o comando do tenente Chaves iniciaram as negociações. Eles isolaram a área e ganharam tempo até a chegada do Batalhão de Operações Especiais (Bope). O autor foi avaliado no local e conduzido para a 26ª DP. De acordo com os negociadores ele estava bastante alterado, aparentemente sob efeito de entorpecentes, o que dificultou a negociação. Ninguém se feriu na ocorrência.

Segundo com o delegado da 26ª Delegacia de Polícia, Fernando Fernandes, o assaltante Gilliard Costa Silva, de 21, já tem uma passagem na polícia de Valparaíso onde foi preso durante 15 dias dias, por tentativa de homicídio e libertado a cerca de três meses. Segundo o delegado, foi o próprio criminoso quem relatou o fato à 26ª DP.

Ele deve passar por audiência de custódia possivelmente na segunda-feira (11/9).Fernando Fernandes destacou o trabalho da Polícia Militar do Distrito Federal. Que “agiu com habilidade na negociação da rendição do autor deste crime, razão pela qual não houve feridos e nem mortos”, disse.

Crédito foto: Eduardo F S Lima

Fonte texto/Crédito: Correio Braziliense

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!

Últimas Notícias