23.5 C
Brasília
quarta-feira, 21/02/2024
- Patrocinado -
InícioDestaquesSamambaia ganha nova unidade para atendimento gratuito com vítimas de violência

Samambaia ganha nova unidade para atendimento gratuito com vítimas de violência

Mais uma unidade do Programa de Atendimento Multiprofissional às Vítimas de Violência (Pró-Vítima) da Secretaria de Justiça e Cidadania do Distrito Federal (Sejus) foi inaugurada, nesta semana. Ela está localizada na QS 402, Conjunto G, Lote 1 de Samambaia. Semanalmente, o local tem capacidade de prestar uma média de 80 atendimentos psicológicos e 60 na área de assistência social a pessoas que sofrem atos de violência, especialmente, violência doméstica, intrafamiliar, psicológica, física, sexual e institucional. Atualmente, o núcleo atende 57 pessoas que já foram acolhidas e estão em acompanhamento.

Mais uma unidade do Programa de Atendimento Multiprofissional às Vítimas de Violência (Pró-Vítima) da Secretaria de Justiça e Cidadania do Distrito Federal (Sejus) foi inaugurada, nesta semana. Ela está localizada na QS 402, Conjunto G, Lote 1 de Samambaia. Semanalmente, o local tem capacidade de prestar uma média de 80 atendimentos psicológicos e 60 na área de assistência social a pessoas que sofrem atos de violência, especialmente, violência doméstica, intrafamiliar, psicológica, física, sexual e institucional. Atualmente, o núcleo atende 57 pessoas que já foram acolhidas e estão em acompanhamento.

A secretária de Justiça e Cidadania do Distrito Federal, Marcela Passamani, participou da inauguração e destacou a importância dessa política pública que pode atender mulheres, homens, idosos, crianças e adolescentes. “A Sejus conta com um grupo de excelência de psicólogos e assistentes sociais que realizam uma escuta qualificada para a mudança na vida de todos que buscam apoio no programa. O Pró-Vítima atua, principalmente, para romper ciclos de violência, dando a cada um dos participantes a oportunidade de seguirem suas vidas com saúde mental”, afirma.

Também estiveram presentes na inauguração a subsecretária de Apoio às Vítimas de Violência da Sejus-DF, Janandréia Rafael; o administrador de Samambaia, Marcos Leite; a coordenadora do Núcleo de Atenção às Vítimas, Adalgiza Aguiar; a promotora de Justiça do Recanto das Emas, Isabella Chaves; a promotora de Justiça da Samambaia, Camila Britto, além dos representantes do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar.

O programa foi instituído pelo Decreto nº 39.557/2018 para ser coordenado pela Sejus. As atividades começaram em março de 2009, buscando oferecer apoio, orientação e acompanhamento individual às vítimas, com o objetivo de fortalecer e contribuir para o restabelecimento de seu equilíbrio mental e emocional. Ao todo, foram registrados 6.077 atendimentos, entre janeiro e dezembro de 2022.

O atendimento ocorre gratuitamente em todas as unidades do programa espalhadas pelo Distrito Federal: Plano Piloto, Ceilândia, Guará, Paranoá, Planaltina, Taguatinga, Itapoã, Recanto das Emas e Samambaia.

Como funciona o atendimento

O atendimento do Pró-Vítima começa a partir da avaliação de um assistente social da Sejus. Ele orienta a vítima e a encaminha, quando necessário, para atendimento hospitalar nas unidades básicas de saúde (UBSs) e unidades do Centro de Referência de Assistência Social (Cras).

O assistente social verifica a necessidade do acompanhamento psicológico. Caso seja preciso, a pessoa atendida tem de 12 a 15 sessões para fortalecer o lado emocional e mental. O atendimento é individualizado e com agendamento. O programa tem outras frentes de suporte, como a prevenção e o combate à violência desenvolvido por meio de palestras e cursos, além do banco de talentos, que incentiva a profissionalização das vítimas.

Fonte Agência Brasília

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!

Últimas Notícias