21.5 C
Brasília
sexta-feira, 01/03/2024
- Patrocinado -
InícioDestaquesEscola pública de Samambaia não têm fornecimento próprio de água potável, aponta...

Escola pública de Samambaia não têm fornecimento próprio de água potável, aponta relatório

Dependente de caminhões-pipa e outras alternativas para saciar a sede de alunos e professores, parte das escolas públicas brasilienses ainda não conta com sistemas próprios de água potável. Dentre as várias unicidade citadas consta uma escola de Samambaia, a EC 408 Samambaia. Por isso, o Ministério Público de Contas do Distrito Federal (MPC-DF) apresentou representação cobrando a solução do problema de abastecimento.

Segundo auditoria em parte da rede, em 2022, 10 escolas não contavam estrutura para água potável. Além da escola em Samambaia, a lista é composta pela EC 315 Sul, EC da Ação Social do Planalto, CEF 12 do Gama, EC Curral Queimado, EC São Gonçalo, ESC da Natureza, CEI Pipiripau, Centro Interescolar de Esportes (CIEF) e a EC Bucanhão.

O corpo técnico apresentou preocupação não apenas com os bebedouros, mas também com água usada nas cozinhas e para a limpeza dos colégios. O MPC-DF ainda questionou os contratos do serviço de caminhão-pipa, não só na regularidade do abastecimento, mas com a garantia da qualidade da água levada para crianças e educadores.

✅Representação
Assinada pelo Procurador-Geral do MPC-DF, Marcos Felipe Pinheiro Lima, a representação cobrando soluções e garantia de água potável de qualidade para estudantes e professores foi analisa e acolhida pelo Tribunal de Contas do DF (TCDF) no último 24 de maio. A Secretaria de Educação terá 15 dias para apresentar a primeira manifestação.

Fonte Metropoles

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!

Últimas Notícias