11.5 C
Brasília
quinta-feira, 18/07/2024
- Patrocinado -bar do GG
InícioDestaquesMotorista morto em delegacia já respondeu por tentativa de homicídio

Motorista morto em delegacia já respondeu por tentativa de homicídio

José Juvenil Parente, 51 anos, morto em decorrência de uma hemorragia causada por uma facada na mão, nesse sábado (6/7), em Samambaia, já foi indiciado, em 2022, por tentativa de homicídio.

À época, José teria discutido com um homem em frente a um bar, também em Samambaia, e desferido uma facada no abdômen da vítima. Em seguida, fugiu.

O homem atacado foi socorrido pelo filho e levado ao Hospital Regional de Taguatinga (HRT). Câmeras de segurança de um comércio vizinho ao bar registraram parcialmente o crime.

José respondia na Justiça pelo crime quando foi esfaqueado na manhã desse sábado (6/7). Ferido, e na tentativa de pedir socorro, ele invadiu o pátio da 26ª Delegacia de Polícia (Samambaia), com veículo desgovernado, e colidiu contra o carro de um escrivão.

A situação inusitada atraiu a atenção de policiais, que saíram da DP e se depararam com o condutor do automóvel encharcado de sangue. Apesar da tentativa dos servidores em acionar o socorro, José teve o óbito declarado no local.

Segundo o boletim de ocorrência, depois do alvoroço, um casal procurou a mesma delegacia para registrar ocorrência contra o motorista, sem saber que ele estava morto. Ao identificarem o veículo do homem, o casal contou que o falecido teria tentado atropelar um deles e fugido em seguida.

Policiais, então, foram ao local da tal tentativa de atropelamento e encontraram uma câmera de segurança.

De acordo com as imagens, o motorista circulava com velocidade reduzida em frente à casa do casal. De repente, a mulher sai da residência com um facão nas mãos, segue em direção ao veículo e faz movimento como se estivesse esfaqueando o condutor.

Em seguida, o marido da mulher se aproxima, diz algo para o motorista e se afasta. O condutor, então, dá ré em direção ao casal, que revida golpeando o veículo. Pela segunda vez, a mulher se aproxima da janela do carro e torna a fazer movimentos de golpes com a faca. Nesse momento, o carro deixa o local com velocidade reduzida.

Conforme relatado, o interior do veículo estava com muito sangue. Inicialmente, os policiais desconfiaram de que o motorista tivesse sido alvejado. Contudo, identificaram que o ferimento fatal foi na mão, feito por uma faca. O homem sangrou até morrer.

Com as imagens, agentes confrontaram a mulher, que confessou ter mentido por ter ficado “assustada e com medo”. Ela disse que o homem era um cliente do bar dela e do marido, e que frequentemente ameaçava os dois.

No dia do ocorrido, segundo relatou, o cliente teria gritado de dentro do carro ameaçando a família da mulher. Segundo narrou, o José era “problemático” e costumava arrumar confusões.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!

Últimas Notícias